A Dinâmica das Florestas no Mundo
Pagina Inicial SAC Artigo




Fontes Bibliográficas

ADA (AGÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO DA AMAZÔNIA). Disponível em http://www.ada.gov.br/. Acesso em outubro de 2006.

ANGELO, H. Comércio de madeiras tropicais: subsídios para a sustentabilidade das florestas no Brasil. Brasília: Ministério do Meio Ambiente, 2002. 87p.

APREMAVI (ASSOCIAÇÃO DE PRESERVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE DO ALTO VALE DO ITAJAÍ). In: http://www.apremavi.com.br/pmestasuce.htm. Acesso em dezembro de 2006.

BAILLOUD, G. Avant l’histoire. In: Histoire de la France rurale. Tome 1. La formation des campagnes françaises des origines à 1340. Ed. Duby, G.; Wallon, A. (114 – 190 p.) 620 p. 1975.

BERTRAND, G.; BERTRAND , C. Pour une histoire écologique. In: Histoire de la France rurale. Tome 1. La formation des campagnes françaises des origines à 1340. Ed. Duby, G.; Wallon, A. (34 - 113 p.) 620 p. 1975. (ISBN 2-02-004267-3)

BRYANT, D.; NIELSEN, D.; TANGLEY, L. The Last Forest Frontier: Ecosystems and Economies on the Edge. World Resources Institute 57p. 1997.

CASTRO, C.F.de A. Gestão Florestal no Brasil Colônia. Brasília: Universidde de Brasília. 2002 (Tese de Doutorado).

DEAN, W. A Ferro e Fogo. A história e a devastação da mata atlântica brasileira. 1996. São Paulo: Companhia das Letras, 484 p. ISBN: 85-7164-590-6.

FAO. Forest Resources Assessment 2000: Main Report. Rome. 2001. (FAO Forest Paper, 140).

FOURQUIN, G. Au seuil du XIVe siècle. In: Histoire de la France rurale. Tome 1. La formation des campagnes françaises des origines à 1340. Ed. Duby, G.; Wallon, A. (549 – 601 p.) 620 p. 1975.

FOURQUIN, G. Le premier moyen Âge. In: Histoire de la France rurale. Tome 1. La formation des campagnes françaises des origines à 1340. Ed. Duby, G.; Wallon, A. (287 – 371 p.) 620 p. 1975.

FOURQUIN, G. Le temps de la croissance. In: Histoire de la France rurale. Tome 1. La formation des campagnes françaises des origines à 1340. Ed. Duby, G.; Wallon, A. (373 – 547 p.) 620 p. 1975.

GLAY, M. L. La Gaule romanisée. In: Histoire de la France rurale. Tome 1. La formation des campagnes françaises des origines à 1340. Ed. Duby, G.; Wallon, A. (191 – 285 p.) 620 p. 1975.

IBGE (INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA).
Disponível em: http://www.ibge.gov.br/. Acesso em novembro de 2006.

IBGE. Vocabulário Básico de Recursos Naturais e Meio Ambiente.
2ªEdição. Rio de Janeiro: IBGE, 2004. 332 p.

INPE. http://www.obt.inpe.br/prodes/, acesso em: outubro de 2006.

KENGEN, S. A política florestal brasileira: uma perspectiva histórica. Série Técnica IPEF, v. 14, nº 34. I SIAGEF. Porto Seguro, julho 2001, p. 18-34.

KI-ZERBO, J. Histoire de l’Afrique noire. Paris: ed. Hatier. 702 p. 1972. (ISBN 2-218-01920-5).

LAURENCE, W. F. & R. O. BIERREGAARD (Eds.). Tropical Forest Remnants: Ecology, Management, and Conservation of Fragmented Communities. Chicago: The University of Chicago Press, 1997.

LE GOFF, J. As Raízes Medievais da Europa. Petrópolis: Vozes Ed.. 2007. 384 p.

LENTINI, M.; PEREIRA, D.; CELENTANO, D.; PEREIRA, R. Fatos Florestais da Amazônia 2005. Belém: Instituto do Homem e meio Ambiente da Amazônia. 2005. 138p.

MAZOYER, M.; ROUDART, L. História das Agriculturas do Mundo (do neolítico à crise contemporânea). Lisboa: Instituto Piaget. 520 p. 1998. (ISBN 972-771-371-8)

MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO. SECRETARIA DE POLÍTICAS DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL. Plano Amazônia Sustentável (versão final). In: http://www.integracao.gov.br/publicacoes/diversos/amazonia_sustentavel.asp . Acesso em janeiro de 2007

MIRANDA, E.E.; GAMBARINI, A. Natureza, Conservação e Cultura. Ensaio sobre a relação do homem com a natureza no Brasil. São Paulo: Metalivros. 179 p. 2003. (ISBN 85-85271-47-1)

MORELATTO, L.P; HADDAD, C.F.B. Introduction: The Brazilian Atlantic Forest. Biotropica, v.32, n.4, p.786-792, 2000.

PERLIN, J. História das Florestas: a importância da madeira no desenvolvimento da civilização. Rio de Janeiro: Imago, Ed. 1992. 489 p.

RAIN FORESTS. http://rainforests.mongabay.com/20brazil.htm acesso em outubro de 2006.

SIQUEIRA, J.D.P. Os conflitos institucionais da gestão florestal no Brasil: um benchmarking entre os principais produtores florestais internacionais. Curitiba: Universidade Federal do Paraná. Tese de doutorado em Engenharia Florestal. 2003. 176p

VIANA, M. B. Contribuição Parlamentar para a Política Florestal no Brasil. Brasília: Consultoria Legislativa da Câmara dos Deputados. 2004. 34 p.

WHITE, A.; MARTIN, A. Who owns the world's forests?: forest tenure and public forests in transition. 30 p. Washington D.C.: Center for International Environmental Law. 2002.

WILLIAMS, M. Deforesting The Earth: From Prehistory to Global Crisis. Chicago: University of Chicago Press. 2002. 689 p.

Links


Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária
Centro Nacional de Pesquisa de
Monitoramento por Satélite
Copyright © 1994-2007 - Atualizado em 18-01-2007
Embrapa Monitoramento por Satélite
Av. Soldado Passarinho, 303
Fazenda Chapadão CEP 13070-115 Campinas, SP, Brasil
Fone: +55 (19) 3211-6200 Fax: +55 (19) 3211-6222
.